Portal dos Empresários

Sabado, 13 de Julho de 2024

Notícias/Economia

ESFERA FEDERAL TEM A MAIOR ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS EM 2024

Brasileiros já pagaram R$ 500 bi em impostos, alta de 16% em comparação com 2023

ESFERA FEDERAL TEM A MAIOR ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS EM 2024
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Impostômetro, painel instalado da sede da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), localizado no Centro Histórico da Capital Paulista, registrou nesta quarta-feira (14) às 00h30 que os contribuintes brasileiros pagaram R$ 500 bilhões em, aumento de 16,4% em comparação com 2023.

De acordo com o Impostômetro, foram destinados R$ 331,6 bilhões à esfera Federal, R$ 137,3 bilhões para a esfera Estadual e R$ 31,1 bilhões referentes à esfera Municipal, totalizando meio trilhão. A marca, alcançada nove dias mais cedo em comparação ao ano passado, corresponde aos valores de impostos, taxas, contribuições, multas, juros e correção monetária.

No mesmo período de 2023, a marca alcançada foi de R$ 429,6 bilhões, sendo R$ 285 bilhões à esfera Federal, R$ 117,9 bilhões para a esfera Estadual e R$ 26,7 bilhões referentes à esfera Municipal.

Leia Também:

Para José Janone Junior, presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara e vice presidente da FACESP – Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, o brasileiro já paga imposto demais e se os governantes não diminuírem a sanha arrecadatória, o país passará por uma recessão econômica e fechamento de empresas e postos de trabalho mais grave do que foi na época da pandemia de COVID-19. É preciso diminuir urgentemente o tamanho da “máquina pública” e enxugar os gastos do governo.

Ulisses Ruiz de Gamboa, economista da ACSP, ressalta que "esse acréscimo é resultado tanto da elevação da inflação nos preços dos bens, em um ambiente onde o sistema tributário penaliza consideravelmente o consumo, quanto do aumento mais substancial da atividade econômica".

Para as expectativas de 2024, o especialista Ruiz de Gamboa observa: "Ao considerar as estimativas para 2024, esperamos um crescimento da arrecadação mais moderado, em torno de 3,0%, devido à perspectiva de uma expansão econômica menos acentuada e uma inflação mais contida."

Você pode conferir em tempo real os impostos pagos pelos brasileiros em tempo real no site do Impostômetro: www.impostômetro.com.br.

 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!